A sua empresa tem “Urubus”?

02/08/2017Jose Almeida

Tempo estimado de leitura: 1 minuto(s) e 28 segundo(s)


urubusUrubus???

Um dos fenómenos mais comuns nos ecossistemas das empresas tem a ver com a vivência e convivência de todo o tipo de espécies.

Hoje, na nossa edição do “National Geographic”, gostaria de me centrar na espécie Urubu.

Pelo nome não deve estar a ver quem são, mas se eu começar a descrevê-lo talvez identifique uns quantos na sua empresa.

Vestem normalmente de negro, ou não.

Chegam de manhã, trazendo atrás de si um rasto de destruição emocional, eléctrica e biológica.

Quando passam, as luzes fundem-se, as plantas murcham e de repente todos à sua volta começam a sentir os efeitos nefastos das suas palavras, ou melhor dizendo das suas corrosivas.

É de facto uma espécie estranha.

Quando à sexta-feira estamos todos contentes porque o fim-de-semana está à porta e caímos na asneira de comentar (...Ler Mais...)

Tem um Big Brother na empresa?

02/08/2017Maria Vieira

Tempo estimado de leitura: 1 minuto(s) e 28 segundo(s)


Big Brother

Se sim, significa que tem dificuldade em delegar e pouca confiança nos processos que existem na sua empresa.

Vemos por vezes em certas empresas algum receio em delegar acções e funções, havendo sempre uma necessidade de controlo apertado sobre todos os mecanismos na empresa. Alguns desses receios são fundamentados, por via de alguns desalentos no passado, mas outros são exagerados.

Sendo completamente adeptos da existência de sistemas de medição, não o somos do controlo absoluto que assume por vezes um aspecto de guerrilha!

Mas será que o Big Brother pode ser substituído por outra acção ou método, menos intrusivo e mais simpático?
Existem, de facto, várias maneiras de controlar sem abusar, de delegar sem abdicar e de unir a empresa e as equipas sob o mesmo método. Podem assumir formas mais ou menos elaboradas, mas (...Ler Mais...)

A precisar de barbatanas?

02/08/2017Anabela Conde

Tempo estimado de leitura: 1 minuto(s) e 23 segundo(s)


barbatanas

Sabemos que estes órgãos externos conferem aos animais aquáticos a capacidade de locomoção e equilíbrio.

Claro que não vos venho falar de peixes… mas certo é que todos nós gostamos de nos sentir como peixes na água. E com barbatanas também, ou não gosta de acelerar o passo? É impressionante a velocidade com que conseguimos nadar…

Nas nossas empresas as coisas não são muito diferentes…

Agora que maioritariamente estamos todos a regressar de férias, será que não precisávamos todos de umas barbatanas para agir mais rápido?! O mar é conturbado, a corrente puxa-nos para um lado e para outro, temos que estar bem preparados. Se soubermos que estamos equipados à altura, se calhar a dita crise entra mais facilmente por uma orelha e sai pela outra, sem nos fazer dispersar!

Dê uma barbatana a cada (...Ler Mais...)

Sabe recrutar um bom comercial?

02/08/2017Jose Almeida

Tempo estimado de leitura: 0 minuto(s) e 53 segundo(s)


recrutar bom comercialSerá que sabe recrutar um bom comercial?

Com o aproximar do ano novo, uma das coisas acerca da qual mais nos questionam é normalmente:

“Como é que eu recruto um bom comercial?”

Digamos que esta será, talvez, a questão que vale um milhão de euros nas vendas.

Como deve imaginar, nem sequer precisamos de explicar porquê.

Muitas das vezes, encaramos um comercial como alguém aguerrido, que luta pelas oportunidades de negócio.

Que faz prospecção, que é simpático, sem ser mole.

Enfim, a lista é infindável.

Antes de pensar em recrutar um comercial, pense primeiro nesta simples questão:

De que é que o meu negócio necessita, em termos comerciais?
  • Será que necessita de dinamismo?
  • Será que necessita de relação com os clientes?
  • Será que necessita de um acompanhamento constante dos negócios?
  • Será que necessita de um
  • (...Ler Mais...)

    Anterior
    Acções de Formação em Destaque:

    Axa, Motivação, Liderança, Coaching, Performance, Criatividade, Empreendorismo, Emprego, Carreira

    “É notável manter uma audiência concentrada e em escuta activa durante tanto tempo, em formação em sala. Cumprimento-o.
    Sobre o conteúdo da formação, simplificou e sistematizou ideias e conceitos que já tínhamos, embora de forma menos organizada e sólida.
    Retenho três: – Para ultrapassarmos um obstáculo, aparentemente intransponível, temos que focalizar-nos mais à frente e abandonar os medos (a tábua); – A empatia é um poderoso aliado, e é possível aprender a trabalhá-la, como se aprendêssemos a arte de dançar; – As pessoas são tudo o que importa, e somos sempre o espelho uns dos outros.”

    Isabel Granhão – Gestora de Negócios – Rede Private AXA

    Mais Testemunhos

    Calendário

    Mais Eventos

    Siga-nos

    Linkedin Facebook Twitter Google+ Pintrest Youtube Subscrever por rss Entrar em contacto por email