O que é isso da RESILIÊNCIA?

16/01/2014 Jose Almeida

Tempo estimado de leitura: 1 minuto(s) e 31 segundo(s)


›› ! Todos os Recursos | Liderança e Coaching | Vendas e Negociação

Motivação, Resiliência, Motivar, Metas, Objectivos, PlanosO QUE É QUE NOS MOTIVA?

Ao longo dos últimos anos assistiu-se em Portugal ao proliferar de um conjunto de livros, cursos e outras matérias que visam falar sobre a motivação e resiliência.

Não é que isso esteja errado, pelo menos não na maior parte dos casos. No entanto, o que noto é que muitos dos sistemas que se apresentam são de índole muito americanizada e não levam em conta os tempos em que vivemos e as suas condicionantes. Muitos destes sistemas deixam de lado o facto de que, como indivíduos, todos somos diferentes. No que diz respeito à motivação e resiliência, gosto mais de abordar o assunto mostrando as diferentes variáveis que influenciam a nossa motivação e capacidade de resiliência e deixar ao critério de cada um experimentar o que funciona em si e, acima de tudo, nas diferentes áreas da sua vida.

Da mesma forma que duas pessoas diferentes podem ou não motivar-se da mesma forma, existe para além disso outra variante. No meu trabalho directo como “executive coach”, noto que a forma de as pessoas se motivarem varia também de faceta para faceta ou, se quiserem, nas diferentes áreas da sua vida.

Embora este livro seja sobre vendas e a motivação seja abordada nessa vertente, as temáticas aqui abordadas irão cruzar as outras vertentes da nossa vida pessoal.

No meu entender, o que nos motiva é diferente de área para área da nossa vida, mas tudo acaba por estar interligado numa teia quase que imperceptível, como iremos descobrir.

A IMPORTÂNCIA DO FOCO NA MOTIVAÇÃO E RESILIÊNCIA

No meu contacto diário com comerciais, uma das coisas que mais me apaixona é descobrir o que faz a diferença entre um bom comercial e um comercial médio.

Se me perguntarem qual o foi o factor-chave que eu descobri em todos estes anos de trabalho, trata-se apenas de um.

Um bom comercial sabe muito bem o que quer da vida!

Agora, por incrível que pareça, o que ele quer da vida não tem nada a ver com as metas e objectivos que a empresa lhe coloca em termos comerciais. Para ele, os objectivos comerciais que a empresa lhe propõe são apenas uma ferramenta para ele atingir os seus próprios objectivos.

Para mim tanto é válida a pessoa que quer ser rica, como a que quer um “Ferrari”, como a que quer pura e simplesmente juntar algum dinheiro para estar descansado quando se reformar e não estar preocupado com a possibilidade de a Segurança Social estar falida.

Desde que esse algo exista, ele faz uma diferença fundamental na forma como as pessoas se comportam em termos de motivação e até em termos de resiliência.

Já referi várias vezes a palavra resiliência, e muitas vezes perguntam-me em contexto de formação o que é isto da resiliência. A melhor forma que tenho de a definir em termos simples e de fácil compreensão é como sendo a capacidade que as pessoas têm de cair e se levantar sistematicamente ao longo da sua vida.

A grande característica das pessoas que têm metas bem definidas na sua vida é que, quando caem, facilmente se levantam e dizem:

“Caí, caí, mas existem mais trezentas portas para bater, vamos a isso!”

Ao contrário das pessoas que não sabem muito bem o que querem da vida, que caem e ficam ali uns tempos a “marinar”, um pouco desorientados.

Uso muitas vezes na formação a figura de um veleiro como exemplo deste processo.

Quando um veleiro vai do ponto A para o ponto B, vai a direito?

Tirando algumas situações excepcionais, não! Segundo dizem os especialistas, que eu não sou, um veleiro vai à bolina, e o que acontece é que ele apanha uma pancada da vida e vai para a direita, uma pancada da vida e vai para a esquerda, uma pancada da vida e vai para a direita… enfim, ele chega ao seu destino, não chega é a direito.

A importância das metas e objectivos claros nas nossas vidas é precisamente esta. É dar-nos a capacidade de termos um porto de chegada para o qual, mesmo com alguma dificuldade face às situações que estamos a viver, nos direccionamos.

Eu sei que existem pessoas na vida que dizem:

“Eu quero é ser feliz!”

Não há nada de errado nisto, mas conhecem alguém – a não ser que se trate de um caso clínico – que não queira ser feliz?

Claro que não! A questão não é a felicidade. A questão é o que é que para estas pessoas compõe a felicidade.

É a família bem cuidada e os miúdos felizes e numa boa escola para poderem ter um futuro de oportunidades? É o quê, especificamente?

Quanto mais claro tudo isto for dentro de nós, mais facilmente todos os processos que são necessários para a nossa capacidade de motivação e  resiliência estarão presentes nas nossas vidas.

Conteúdos que podem ser do seu interesse...



Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Calendário

Mais Eventos

Siga-nos

Linkedin Facebook Twitter Google+ Pintrest Youtube Subscrever por rss Entrar em contacto por email