Vírus da Motivação? Deixe-se contagiar!

20/03/2012 | Anabela Conde | Tempo de leitura: 3 min. e 18 seg.

›› ! Todos os Recursos | Estratégia e Gestão | Liderança e Coaching

Motivação, Liderança, Motivar Colaboradores, Comunicação, ResiliênciaÉ verdade que a economia mudou, mas as pessoas são as mesmas…

E o que move as pessoas nas nossas empresas? Será o mesmo, ou será que isso também mudou?

Quando nos deparamos com colegas ou subordinados que demonstram pouco interesse no trabalho, que começam a chegar tarde e estão cada vez mais prontos para sair cedo, que se sentem deslocados ou que até sabemos que vêm a chorar para o trabalho, ficamos indiferentes a estes sinais de alarme?

Até que ponto é que investimos o tempo suficiente nas nossas pessoas? Conhecemo-las pelo nome? Apoiamo-las e ajudamo-las a crescer? Estimulamos, encorajamos e inspiramos com o estilo de liderança que adotamos?

Aceitamos que as suas motivações mudem de vez em quando?

Ou desistimos? E acabamos a desabafar, por entre um encolher de ombros, que há para aí tanta gente sem emprego que deveria merecer melhor a oportunidade?! Pois…

Há algo precioso que nos ajuda imenso, e é isso que nos leva mais longe. Já se deu conta que a motivação é contagiosa? Só temos que arranjar este vírus e deixá-lo infetar-nos… E isso não é mais do que encontrarmos o meu melhor, o melhor do outro, o melhor de cada um!

Estar altamente motivado é…?

– ser positivo e enérgico, evidenciar vivacidade
– ser determinado ao ponto de canalizar a energia na direção em que acreditamos
– estar comprometido com um objetivo comum
– procurar e aceitar novas responsabilidades, novos desafios
– ser resiliente perante a adversidade e o erro
– estar grato pelo que se tem ou se atinge, com a capacidade de dar de volta

E na nossa equipa, estamos rodeados de pessoas assim? Mesmo quando recrutamos alguém, são estes traços que procuramos, a par com as competências técnicas e o perfil comportamental?

E o que mais motiva é…?

Avançar!

Não há como progredir para melhorar o que fazemos e como fazemos, é como se o alento se renovasse a cada passo. Ficar mais perto dos objetivos, sentir o gostinho dos resultados, comemorar aquela venda, saborear cada vitória… e contar ao mundo, para que ele se contagie em crescendo!

Sabem como comunicamos na Ideias & Desafios estes (muitos) momentos? – Não há como partilhar por todos um

“Estou tão contentiiii”.

É viral…

A avaliação do progresso de cada trabalho ou de um projeto é determinante para podermos conhecer e reconhecer cada um, mais não seja porque favorece a motivação para dar continuidade ao trabalho que está em curso.

Muitas vezes subestimamos ainda a Avaliação de Desempenho, ou porque criámos um modelo que é muito complexo, ou porque guardamos para fazer quando tivermos tempo… e esse tempo nunca chega.

Bloqueie tempo na agenda e dê feedback individual a cada elemento da equipa. Às vezes é só mesmo uma questão de… marcar a data!

Há muito a tendência para sermos condescendentes, protetores e filtrarmos algumas coisas que podem melindrar ou deixar algum ruído na relação. Mas, se não formos assertivos, sinceros e construtivos, o que ganham as pessoas com o nosso feedback? Como é que os ajudamos a crescer, a ajustar o comportamento e a atitude, a melhorar e desenvolver o seu potencial?

Aproveite para informar primeiro e encorajar depois…

E motivar em tempos de crise é…?

Reconhecer de forma genuína, mostrar esse reconhecimento, ser justo nas recompensas, ousar dizer aquele Obrigado que está entre dentes há tanto tempo!

Sei no que está a pensar… e dinheiro para recompensas?!

Então mas a sua criatividade também está em crise?

A recompensa financeira é de facto a expressão tangível do reconhecimento. Mas há outras formas de manifestar apreço…

Não podemos é não fazer nada, para que as pessoas não julguem a nossa indiferença, não se sintam desprezadas ou dispensáveis. Ou quer que a energia e a motivação baixem?

É verdade que o prémio poderá não passar por um incremento financeiro ou por aquilo que idealizámos fazer ou já tivemos capacidade de fazer no passado.

Mas será que não conseguimos dar o dia de aniversário, instituir uma tarde livre por mês, mimar com um presente (que saibamos que a pessoa valorize: do livro ao pack experiências, do workshop de maquilhagem a um bilhete para um evento, etc), desafiar com um projeto especial, dar mais autonomia numa determinada área?

Motivar pode passar tão simplesmente por libertar para um propósito comum, por deixar tempo para uma causa social que a política de responsabilidade social da empresa tenha adotado…

Vamos deixar-nos contagiar?


Descarregue já o nosso Livro Gratuito:

5 Conversas à Volta da Comunicação e Influência + Revista Semanal

Descarregar Livro

Tags: , , , ,
Loading Facebook Comments ...

Deixe a sua mensagem

(não será publicado)

Calendário

Mais Eventos

Language

EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

Online