Arquivos com as tags‘Inovação’

31/03/2015Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 35 seg.

Não ouve isto muitas vezes na equipa?

Quando falamos de Feedback parece que estamos a falar de uma invenção estranha. Há até quem diga que certas invenções não deveriam sair da gaveta e muitas vezes criticamos duramente as pessoas que têm ideias e invenções diferentes!

Durante muito tempo as pessoas questionavam-se sobre o que era Coaching Comercial, sobre que raio de invenção seria essa que a Ideias&Desafios tinha feito. E qual foi a nossa abordagem? Experimente por 1 hora no seu local de trabalho, na sua empresa, o tipo de trabalho de consultoria “mão na massa” que fazemos com as equipas comerciais. É a melhor maneira de dara entender a nossa metodologia de trabalho.

E na sua empresa? Na sua equipa? Qual é a diferença? Com que frequência boicotamos as ideias das nossas equipas só porque são invenções demasiadamente diferentes para o nosso gosto? Ou porque são chocantes?

Como criar uma cultura de empresa em que as invenções são bem-vindas e, acima de tudo, são trabalhadas pela empresa?

Dar feedback

Os responsáveis de equipa e os líderes de hoje estão muito preocupados/ocupados com esta palavra, feedback!
Cada vez é mais importante abordar de forma sincera os comentários dos nossos colaboradores. (...Ler Mais...)

31/03/2015Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 24 seg.

Quando falamos de competitividade a conversa nem sempre é fácil nas empresas!

Têm sido algumas as circunstâncias em que nos deparamos com líderes e gestores desapontados com os resultados, decepcionados com o facto de a facturação não ter crescido, ou mesmo de não ter chegado a igualar a do ano anterior. E o curioso é que essas pessoas reconhecem ter trabalhado ainda mais e os resultados não apareceram…

Mas de que resultados andamos nós à procura? Apenas nos focamos em fazer crescer o volume de negócios? Ou queremos mais clientes, projectos com maior volume/duração, reduzir PMR e alargar PMP, libertar mais tesouraria, fazer crescer a rentabilidade?

Será legítimo querer tudo isto em simultâneo nesta fase? Que prioridades definimos e que estratégias adoptamos para lá chegar? Se calhar, não podemos colocar tudo na Bimby ao mesmo tempo…

Trabalhar melhor

Também não podemos esperar resultados diferentes se fizermos sempre (e só) as mesmas coisas, da mesma maneira… Parece que isto ninguém põe em causa, certo?

Falar em estratégias para aumentar clientes e facturação pode passar por:

chegar a um universo maior de potenciais clientes, com iniciativas de marketing viral (newsletters, redes sociais como Facebook, Linkedin ou outras), estratégias de referenciação, presença em (...Ler Mais...)

27/01/2015Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 19 seg.

E de repente deu-se conta de que ficou a pensar nas embalagens gourmet que trazem meia dúzia de coisas, nos pratos deliciosos dos grandes chefs em que o apontamento de comida nos deixa água na boca para muito mais, ou até mesmo na última sobremesa deliciosa que pediu e que lhe serviram num daqueles shots minúsculos…

Mesmo se mudarmos o rumo do pensamento, o resultado não é diferente. As férias são fantásticas, mas são sempre curtas, os fins-de-semana nem se fala, já que voam num ápice!

E na empresa, será que há pequenos passos a dar que nos permitiriam saborear resultados de gigante?

A Criatividade…

As empresas evoluem fruto das ideias que tiverem capacidade de gerar em torno dos produtos, serviços e soluções que vierem a disponibilizar no mercado.

O facto é que nem sempre as ideias surgem a pedido, quando se envia um e-mail aos colaboradores para angariar novas abordagens ou se disponibiliza uma caixa na copa para que os colaboradores depositem as suas sugestões “out of the box”.

Também os momentos de brainstorming que proporcionamos, e falo mesmo dos autênticos, em que as ideias são trazidas sem filtros nem “censura”, nem sempre proporcionam uma base de trabalho para (...Ler Mais...)

07/10/2014Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 33 seg.

No que diz respeito à mudança, mudar, algo é tão difícil e simultaneamente tão fácil. Podemos mudar de várias maneiras: porque somos obrigados, porque queremos, porque nos empurram, porque queremos sair da “dor” ou desconforto, porque precisamos ou devemos, para experimentar coisas novas ou mesmo para variar!

O trabalho com equipas comerciais e com empresas é um verdadeiro desafio ao acto de MUDAR.

Muitos comportamentos e formas de trabalhar estão de tal maneira enraizados que se torna quase impossível o acto de experimentar algo de diferente. Ou quando experimentamos, rapidamente voltamos atrás, à posição de conforto.

Somos pessoas de hábitos. Fazemos o que fazemos e como fazemos há muito tempo. Nem sabemos muitas vezes como começou, porque quando acordamos temos os mesmos rituais. E na nossa actividade profissional ocorre o mesmo fenómeno. De facto, quase 80% da nossa actividade é considerada rotina e apenas 20% realmente diferente ou excepção. É nesses 20% que temos de centrar a nossa atenção!

Vamos considerar por um momento as equipas comerciais. Nos dias de hoje vender está completamente diferente e as equipas comerciais já entenderam que devem posicionar-se de forma diferente no mercado, que sem mudança não conseguem atingir os objectivos.

Mudar para melhor (...Ler Mais...)

27/05/2014Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 27 seg.

E já a implementou? Acha que é uma ideia poderosa que pode ajudar a sua empresa?

O problema não é o défice de ideias nas empresas em Portugal, mas sim a extrema dificuldade de implementá-las e motivar a equipa a fazer o mesmo.

Temos falado na importância que a Visão, Missão e Cultura da empresa podem ter na motivação da equipa. Quando são verdadeiramente inspiradoras, e incorporadas em cada pessoa, fazem com que as equipas se sintam unidas, entendam o porquê das suas funções, sejam mais determinadas a atingir os objectivos propostas, e tenham perspectivas de carreira e futuro. Mas e as ideias?

As ideias acontecem naturalmente, em maior ou menor quantidade, mas depois existe uma inércia enorme que dificulta a sua implementação. Para além disso, existe ainda dentro das empresas a ideia de que uma “boa ideia” é algo muito complicado, moroso, destinado a pessoas mais iluminadas… e por isso as ideias não florescem como deviam.

Quer mais ideias? Quer implementar as ideias? Quer pelo menos saber se as ideias que estão a ter são boas apostas?

Então junto seguem algumas ajudas para aumentar a criatividade nas empresas!

1. Uma ideia é algo que pode ser muito simples mas (...Ler Mais...)

14/01/2014Jose Almeida

Tempo de leitura: 2 min. e 37 seg.

O que está a sua Empresa a fazer para ter mais Sucesso?

Ambicionar ter mais Sucesso nesta fase pode parecer um paradoxo, mas o que é certo é que está a ser possível para os que não fizeram da Crise uma crise de expectativas e, acima de tudo, de… muita acção!

Factores de Diferenciação Competitiva, tem?

O mercado está a mudar. E nós, o que estamos a fazer de diferente? Somos pro-activos ou reactivos? Temos outras soluções, disponibilizamos alternativas diferentes das da nossa concorrência?

Muitas vezes até temos, mas continuamos a levar às contas actuais as soluções de que sempre falámos ou que os clientes sempre nos compraram. Os nossos técnicos, as nossas pessoas que prestam o serviço ao cliente têm um nível de credibilidade muito grande junto deste. Mesmo que não tenham directamente objectivos específicos por desenvolver negócio, não há ninguém melhor para falar das novas abordagens sem parecer que está a vender…

E se não temos, quando é que vamos ter? Nunca vai ser a melhor altura para parar tudo, pensar e estruturar novas iniciativas, esse tempo nunca chega se nós não o forçarmos. É que é de facto importante. Às vezes só depende mesmo de marcar uma (...Ler Mais...)

09/12/2013Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 6 seg.

Tem algum cliente que não lhe exija cada vez mais? O paradoxo é que, mesmo exigindo maior qualidade, diferenciação e rapidez, os clientes de hoje não estão dispostos a pagar mais.
E como é que estamos preparados para permanecer competitivos, para fazer diferente, para inovar? Estamos a ter a capacidade de “calçar os sapatos” do Sr. Cliente e agilizar a resposta que temos para lhe dar?

Se a oportunidade tivesse um algoritmo…

E tem!

A oportunidade está fora e não dentro de portas e no dia em que toda a gente numa empresa perceber isto, do porteiro à telefonista, daremos um passo de gigante.

As melhores oportunidades resultam de necessidades ou resultados esperados dos clientes, que ainda não estejam a ser satisfeitas por produtos ou serviços existentes. Parece linear, mas entre uma lista de oportunidades, como identificamos as mais promissoras?

Segundo um estudo publicado pela Harvard Business Review, a fórmula da oportunidade traduz-se em Oportunidade = (Importância + (Importância – Satisfação)).

Faça este exercício muito simples. Experimente listar as oportunidades mais pertinentes passíveis de explorar na sua empresa e pedir aos clientes para as pontuarem, numa escala de 1 a 10, quanto à importância dos resultados e ao seu nível (...Ler Mais...)

18/11/2013Anabela Conde

Tempo de leitura: 1 min. e 33 seg.

Está a jogar para ganhar ou para não perder?

Está consecutivamente preocupado em encher o funil das vendas (o famoso “pipeline”) com potenciais clientes, para poder fazer os números? Sente-se mergulhado na maratona do “pinga-pinga”?

A sua abordagem focaliza-se em conseguir mais clientes ou em atrair mais clientes? A escolha é sua!

Já alguma vez equacionou ter um Plano de Atracção para a sua empresa?

Frequentemente, as mensagens que as empresas utilizam ao nível do Marketing e da Comunicação não estão suficientemente trabalhadas ou alinhadas com a estratégia da empresa. Para além disso, e na maior parte dos casos, focam-se nas características dos produtos e serviços, sem explicitar como é que os clientes alvo podem ver as suas “dores” endereçadas ou os seus problemas solucionados.

É também habitual depararmo-nos com situações em que os próprios colaboradores têm dificuldade em falar da empresa ou de determinadas soluções. Já alguma vez ensaiou uma breve apresentação da sua empresa, em formato 5 minutos e formato 1 minuto? Experimente gravar e depois ouça… Sentir-se-ia contagiado? Compraria?

Muitas vezes, nos nossos Programas de Dinamização Empresarial com as Empresas, desafiamos as equipas a fazer um breve brainstorming para criar um Plano de Atracção para a sua (...Ler Mais...)

24/09/2013Anabela Conde

Tempo de leitura: 1 min. e 44 seg.

labirinto

Os modelos de negócio já não duram tanto como era habitual, um líder de sucesso há dois anos não o é garantidamente hoje e nem sequer um lugar de efectivo numa empresa é agora sinónimo de segurança ou certeza.
Muitos de nós crescemos

sob o pressuposto de que os PCs são cinzentos, que se ligam com cabos e que são para estar no escritório e não na sala. O chairman da IBM, Thomas Watson, dizia em 1943 que haveria mercado mundial talvez para cinco computadores…

Hoje temos portáteis, tablets, smart phones, para graúdos e miúdos, às vezes em maior número do que as pessoas lá de casa. Os adolescentes escrevem mensagens com as duas mãos em simultâneo, somos amigos nas redes sociais sem trocarmos palavra.

E quando surgiram modelos de negócio de compra e venda on-line, como os leilões, parecia que era algo dúbio, associado aos antiquários.

Pensemos no boom de transacções on-line, com o Ebay, a Amazon e todos os que se seguiram.

O mercado mudou e os consumidores são estimulados por coisas totalmente diferentes, isto porque muitas empresas foram disruptivas, questionaram o que de mais ortodoxo estava instituído, arriscaram e anteciparam novas necessidades.

Inspira-se em quem descobriu a (...Ler Mais...)

Anterior

Palestra Online

5 Pilares da Comunicação e Influência nas Vendas
Palestra Online Gratuita

Calendário

Mais Eventos

Siga-nos


Online