Arquivos com as tags‘Brainstorming’

09/12/2013Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 6 seg.

Tem algum cliente que não lhe exija cada vez mais? O paradoxo é que, mesmo exigindo maior qualidade, diferenciação e rapidez, os clientes de hoje não estão dispostos a pagar mais.
E como é que estamos preparados para permanecer competitivos, para fazer diferente, para inovar? Estamos a ter a capacidade de “calçar os sapatos” do Sr. Cliente e agilizar a resposta que temos para lhe dar?

Se a oportunidade tivesse um algoritmo…

E tem!

A oportunidade está fora e não dentro de portas e no dia em que toda a gente numa empresa perceber isto, do porteiro à telefonista, daremos um passo de gigante.

As melhores oportunidades resultam de necessidades ou resultados esperados dos clientes, que ainda não estejam a ser satisfeitas por produtos ou serviços existentes. Parece linear, mas entre uma lista de oportunidades, como identificamos as mais promissoras?

Segundo um estudo publicado pela Harvard Business Review, a fórmula da oportunidade traduz-se em Oportunidade = (Importância + (Importância – Satisfação)).

Faça este exercício muito simples. Experimente listar as oportunidades mais pertinentes passíveis de explorar na sua empresa e pedir aos clientes para as pontuarem, numa escala de 1 a 10, quanto à importância dos resultados e ao seu nível (...Ler Mais...)

02/10/2013Anabela Conde

Tempo de leitura: 1 min. e 47 seg.

Tal como em qualquer eleição, temos sempre duas hipóteses: ser parte activa do processo e fazer a nossa escolha, ou ficar de fora, sabendo que teremos que arcar com as opções de quem participou.

Sei em que eleições estará a pensar… mas hoje queremos intencionalmente reflectir sobre outro tipo de votos e promessas!

Eleger um rumo, seleccionar um projecto, apostar num determinado responsável, identificar oportunidades, sugerir e ter ideias, fazem parte de um caminho incerto e desafiante, mas que tem que ser percorrido para garantirmos outros resultados.

Voto de Confiança

Às vezes é mais fácil ou mais cómodo ficar de fora…

Às vezes fica-se no nosso canto, com receio de dar uma opinião incómoda, que vá ser mal aceite ou melindrar alguém…

Às vezes temos medo de colocar uma ideia em cima da mesa, por poder parecer disparatada ou alguém depreender que nos estamos a “colocar em bicos de pés” e a querer dar nas vistas…

Às vezes andamos a mil e nem nos incomodamos em escutar o que os outros têm para dizer…

Todos sabemos que ligar o piloto automático poderá ter resultado anos a fio, quando o mercado estava estável, quando os clientes não se retraíam e as (...Ler Mais...)

09/07/2013Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 19 seg.

Finalmente chegaram uns dias de verdadeiro calor que nos fizeram sentir que o Verão está à porta… Numa altura em que todos estão mortinhos por ir de férias, em que começamos a ver alguns colegas a ir mesmo, outros a fazer planos minuciosos, em que não se consegue marcar reuniões ou os clientes do outro lado do telefone não atendem… quase que dava vontade de desligar! Mas não o faça ainda…

Alguns estarão a trabalhar em dobro para substituir outros, mas não será com todos assim…

O que nos impede de aproveitar este tempo para parar, avaliar e antecipar o que queremos fazer no período pós-férias?! Já pensou na diferença que isso pode fazer em termos de compromisso, alinhamento e foco, lá para meados de Setembro, quando todos tipicamente estão de volta?

Vamos tirar os limites ao quadrado?

Nunca achamos suficientemente urgente roubar um dia que seja para fugir do dia-a-dia e pensar fora do quadrado, por mais que saibamos que repensar a estratégia é absolutamente fundamental. E se deixássemos que esse dia chegasse um dia destes? O tempo convida, escolha um sítio interessante e dê uma escapadela para fora do escritório com a sua Equipa.

É chegada a hora (...Ler Mais...)

12/03/2013Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 0 seg.

Nunca como nestes últimos tempos ouvi tantos líderes a dizer que precisavam de fazer um “shake” motivacional à sua equipa. Mas serão só as equipas que precisam de ser abanadas, será a nossa liderança que precisa de um abanão ou será a proposta de valor que estamos a levar aos nossos clientes que precisa de ser revisitada?

Às vezes sentimos que precisávamos de um botão <REFRESH>… Prometa a si próprio que a próxima vez que o seu subconsciente lhe trouxer esta ideia ao pensamento, não a vai deixar escapar, combinado?!

Há uma citação de Goethe que, em matéria de inovação, me delicia: “As ideias são como uma peça de xadrez que fazemos avançar. Podem ser conquistadas, mas podem dar início a um jogo ganho”.

Já que estamos em jogo…, podemos dar-nos ao luxo de continuar a jogar sem ser um jogo ganho? Então por que razão descurar a inovação, subavaliar a criatividade e fecharmo-nos a novas ideias?

Testar a inovação

Não podemos passar sem questionar se a nossa organização é inovadora. Um breve diagnóstico pode exigir responder a questões muito simples, como as que seguem:

– A organização acredita na inovação e é entusiasta da mudança ou encontra motivos para (...Ler Mais...)

15/02/2011Maria Vieira

Tempo de leitura: 0 min. e 31 seg.

Quem tem filhos pequenos identifica-se perfeitamente com esta dinâmica de querer as coisas à nossa maneira. Fazem-no de modo indiscriminado, nos momentos em que menos esperamos ou com o maior aparato possível.

Quem não tem filhos, questiona o comportamento dos filhos dos outros, e, obviamente, ao menor sinal de birra dividem-se entre a compreensão por “aturar” tal pestinha e a crítica sobre o modo de educar os filhos.

Mas qual a percentagem de sucesso das birras? E até que ponto uma birra de vez em quando não nos poderá trazer algum sucesso?

Se considerarmos o processo em si, é de facto eficaz. Existe um desejo premente de algo que se quer obter e recorre-se a métodos menos ortodoxos para o fazer, desarmando quem nos rodeia e no mínimo chamando a atenção a todos para os nossos problemas.

Mas nem todos nos esquecemos de como se faz uma boa birra e ainda hoje as vemos acontecer nas empresas.

Birras más

Infelizmente ainda vemos muitas equipas com alguns elementos birrentos e que muitas vezes aproveitam as piores alturas para fazer as cenas, nomeadamente quando a equipa está toda reunida em reunião e é necessário discutir assuntos sérios da empresa. Não é, de (...Ler Mais...)

Palestra Online

7 Pecados Mortais nas Vendas
Palestra Online Gratuita

Calendário

Mais Eventos

Online

Siga-nos