Liderança e Coaching

26/04/2016Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 41 seg.

Tempos diferentes exigem abordagens distintas, pedem transformação e renovação. E na vida das Empresas isso só acontece se a Liderança for disruptiva e inovadora. Por isso, importa transformar a Liderança de A a Z.

Quando interrogamos as Equipas sobre as qualidades que o Líder deve ter, a maioria dos colaboradores refere que o Líder deve possuir um conjunto de valores éticos e morais, ter uma visão de futuro, contagiar na direcção do que pretende fazer e ser competente.

Mas será que estas qualidades nos distinguem dos demais e serão garante do sucesso e do caminho que temos a percorrer? Ou precisaremos hoje de juntar mais alguns ingredientes secretos para melhorar os resultados?!

Aqui ficam sete aspectos chave que lhe permitirão, seguramente, reflectir sobre a sua Liderança e gerar o apetite para procurar levá-la a outro (...Ler Mais...)

11/04/2016Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 9 seg.

Falhar é uma opção? Já pensou nisto a sério?

A nossa sociedade de hoje premeia quem tem sucesso e literalmente destrói quem não tem sucesso.

Se compararmos Portugal com os Estados Unidos, embora hoje em dia não estejam muito na moda por questões financeiras, uma das principais diferenças que encontramos é a cultura de empreendedorismo.

É uma forma um pouco redutora de colocar o problema, mas servirá para o raciocínio que queremos que sigam.

Se me perguntarem qual a diferença entre uma pessoa que tem sucesso e uma que não tem sucesso, claramente Vos digo:

“A pessoa que tem sucesso está disposta a falhar mais vezes e mais rápido do que uma pessoa normal.”

Acho que ainda vem dos tempos de escola, em que o sistema educativo premiava quem falhava e muitas vezes olvidava quem (...Ler Mais...)

06/04/2016Anabela Conde

Tempo de leitura: 1 min. e 59 seg.

Quando falamos de “desenvolver”, muitos são os líderes que falam em esforço com as suas Equipas, que não se sentem inspirados para o fazer ou já disseram tantas vezes a mesma coisa que já não acreditam que vá ter algum efeito.

Outros tantos estão determinados a revisitar procedimentos e regras para ver onde a Empresa está a falhar, estão cansados de tanto ruído em torno das tarefas, e entendem que o que está escrito, sendo revisto, é para cumprir, e que não há cá conversa mole, já que os tempos são para fazer acontecer.

Depois há os que entraram em modo chefe, para garantir que cada um cumpre com o que é esperado, pressionando nos prazos, controlando aqui e ali, para que nada falhe. O seu dia-a-dia virou um suplício, chegam angustiados ao trabalho, não (...Ler Mais...)

29/03/2016Anabela Conde

Tempo de leitura: 1 min. e 36 seg.

Porque não? Se isso fizesse a sua Equipa correr pelos sonhos, pelos objectivos…

Não deixa de ser um paradoxo engraçado! É que numa altura em que é um privilégio ter trabalho, ter um desafio profissional, em que é urgente dar respostas rápidas e diferenciadoras ao mercado, parece que algumas equipas, por mais que se lhes diga, não descolam, não arrancam, não fazem o mínimo esforço por se superar…

Sei que às vezes dava vontade de pôr alguns a correr… mas comecemos pelo início!

Equipar e preparar…

Primeiro que tudo, o que os faz correr?

Conhecemos cada um a ponto de sabermos o que os move? Será que todos se movem pela cenoura? Investimos o suficiente em cada um?

Muitas foram as empresas que, nos últimos tempos, se viram obrigadas a retirar os modelos de compensação (...Ler Mais...)

21/03/2016Anabela Conde

Tempo de leitura: 1 min. e 30 seg.

Nas alturas em que não são de pico, já pensou onde por vezes vai parar a nossa média na curva de gauss?

Será que a nossa empresa funciona aos solavancos? Será que a motivação, atitude e compromisso se manifestam aos “bochechos”?

O aleatório…

É verdade que na realidade das empresas de hoje são inúmeras as variáveis aleatórias. Mas não é do mercado, do poder de compra, do Governo ou de qualquer medida restritiva que lhe quero falar… porque essas conhecemo-las melhor do que alguma vez esperaríamos!

O que é facto é que muitas são as situações individuais em que o que resultava no passado já não resulta, como se não houvesse regras, padrões ou previsões acertadas.

E será que a Estatística nos ajuda? Será que, apesar de a ocorrência individual destes eventos aleatórios ser imprevisível (...Ler Mais...)

14/03/2016Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 56 seg.

De facto é algo que dá que pensar… qual o ingrediente secreto na liderança?

Ao longo dos últimos tempos tem-se assistido a um aumento cada vez maior de interesse pela cozinha. Desde programas televisivos com chefes a mostrar como cozinhar, a programas de chefes semi profissionais, a outros com participantes que não são profissionais mas que têm uma verdadeira paixão pela cozinha e por comida.

Existe inclusivamente um canal só de culinária, e parece que muita gente se voltou para um dos actos mais simbólicos de “dar amor”, de colocar num prato todo o empenho e carinho que temos pelo que se está a fazer.

Confesso que quando assisto a alguns desses programas me questiono até que ponto as empresas seriam diferentes se todos os seus colaboradores “cozinhassem” daquela forma e é muito interessante fazer (...Ler Mais...)

07/03/2016Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 38 seg.

Uma das actividades que realizamos é ajudar as empresas a recrutar e seleccionar perfis comerciais e de direcção comercial. Muitas vezes sentimos que estamos, de facto, à procura da peça do puzzle que falta. Não necessariamente a melhor peça, mas a que encaixa da melhor maneira possível num puzzle que são os outros colegas da equipa e a forma de trabalhar da empresa, sem ter de forçar a colocação da peça e sem estragar as peças ao lado, mantendo a beleza do puzzle.

Recrutar é um dos maiores desafios das empresas. Como garantimos que conseguimos escolher as melhores pessoas para a nossa empresa e quais os critérios mais válidos para essa escolha? E depois, como lidamos com o erro que poderá estar associado a essa escolha e que pode comprometer toda a empresa, ou seja, (...Ler Mais...)

21/02/2016Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 42 seg.

Como líder, um dos aspectos aos quais temos de estar atentos prende-se com a questão da dinâmica pessoa ou personagem? Ou seja, a forma como actuamos no mundo.

Será que somos pessoas? Será que somos personagens?

Uma das coisas que me tem ocupado a mente nos últimos tempos é precisamente esta questão.

“Quais são os papéis que tenho na minha vida?”

Numa sessão de coaching que fiz aqui há algum tempo, lembro que, por portas travessas, chegámos a esta questão.

Lembro-me até que consegui desenhar um conjunto de círculos num papel e que um deles tinha escrito “Formador / Vendedor de Ideias”, outro “Família”, outro “Líder”.

O coaching tem destas coisas, por vezes saltam aquilo a que carinhosamente chamo de “pipocas”.

Por pipocas entendam-se aquelas ideias que nos vêm à cabeça quando o nosso coach (...Ler Mais...)

11/02/2016Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 34 seg.

Como vendedor, uma das coisas que me tem preocupado ao longo dos tempos tem sido a minha capacidade de evolução profissional e pessoal.

Nos primeiros anos da minha vida confesso que a preocupação era muito mais profissional, técnica, se lhe quiserem chamar, hoje em dia, quando procuro distinguir, acho que já me é impossível.

“Mas impossível porquê?”, poderão pensar.

Impossível porque a minha busca de conhecimento assenta em vários vectores, o técnico, o pessoal, o espiritual e, na maior parte dos casos, estão de tal maneira interligados que muitas vezes o curso ou formação que vou fazer é inicialmente de âmbito profissional, mas o que de lá trago toca em muito as outras vertentes que referi.

Penso que tal é resultado de hoje em dia uma das minhas principais preocupações ser a de ser congruente. (...Ler Mais...)

Anterior

Palestra Online

Excelências nas Vendas em 2016 - Gravação já disponível
Palestra Online Gratuita

Calendário

Mais Eventos

Siga-nos