Liderança e Coaching

03/02/2016Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 44 seg.

Hoje gostava de me focar um pouco sobre um tema que é fundamental no nosso desempenho como vendedores, líderes, pessoas… o compromisso!

Quando fazemos formação de Coaching, uma das coisas que é obrigatória, pelo menos nos programas certificados pelo ICF, é que sejamos alvo, como coachee, de um processo de coaching.

No nosso entender faz todo o sentido. Se não experimentarmos o processo em condições reais, como é que vamos poder ser bons coaches?

Numa das sessões de coaching das quais fui alvo trabalhámos algumas questões que me fizeram pensar. Tratava-se de questões que interligavam um aspecto profissional com um aspecto pessoal meu.

Depois de explorarmos o tema, a pessoa que me estava a fazer coaching colocou-me esta pergunta:

“Com (...Ler Mais...)

26/01/2016Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 43 seg.

Se calhar está a pensar que a equipa comercial vir de outra galáxia até é algo do positivo. Ou então ao ler este título pode pensar em características menos positivas da equipa comercial, de alguma forma tão estranhas que não poderão levar a uma boa performance, seja qual for o enquadramento da empresa.

Preferimos sempre ver as coisas de uma forma construtiva, por isso, para nós, ter uma equipa de galácticos será algo que cada vez mais empresas devem ambicionar. Falamos de uma equipa de profissionais fantásticos, muito acima da média, com uma capacidade fenomenal de seguir o processo comercial desde o início até ao fecho.

A questão que fica no ar é: como construímos uma equipa de galácticos, de (...Ler Mais...)

19/01/2016Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 39 seg.

Quando falamos de erros de liderança comercial, muita coisa existiria para dizer, mas hoje gostaríamos de focar-nos em 3 aspectos que achamos fundamentais.

Todos os directores comerciais ou gestores de equipas de vendas sabem que têm de passar pelo menos “algum” tempo a acompanhar (fazer coaching) os elementos da sua equipa.

No entanto, muitas vezes somos apanhados na confusão do dia-a-dia das nossas agendas e negligenciamos as nossas responsabilidades de coaching.

Esta decisão é especialmente perniciosa se tivermos novos elementos na equipa. Vendedores sem experiência necessitam de um acompanhamento mais personalizado do que os vendedores mais veteranos.

É claro que é um grande investimento de tempo, energia e recursos. Mas a longo prazo é algo que poderá aumentar em muito (...Ler Mais...)

12/01/2016Jose Almeida

Tempo de leitura: 2 min. e 10 seg.

Humm…, vendedores e… escamas?

Sim, escamas!

Muitas vezes na vida temos um petisco enorme à nossa frente, mas que tem pequenos problemas que têm de ser resolvidos, o que costumamos designar por escamas.

Um bom vendedor nem sempre o é numa primeira abordagem.

Um bom director comercial nem sempre o é à partida.

A questão é: até que ponto estamos cientes de que é necessário tirar-lhes as escamas para que possam ter o rendimento esperado?

No nosso trabalho em termos de formação, consultoria integrada e recrutamento e selecção somos confrontados muitas vezes com esta situação.

A maioria dos processos de recrutamento de vendedores tem tendência a falhar por uma razão muito simples.

Não existe um plano de integração coerente do (...Ler Mais...)

05/01/2016Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 45 seg.

Sempre que estamos no início de um ano novo, multiplicam-se os desejos de sucesso, saúde, paz, amor e tantas outras coisas que desejamos para nós e para os outros. É normal tal suceder, pois são mais 365 ou 366 dias que temos pela frente, com desafios, alegrias e tristezas, imprevistos e tantas outras actividades que decerto terão lugar.

Se na vida pessoal sentimos um recomeçar, muitas vezes nas empresas não é diferente a sensação. Mais 12 meses de trabalho, conquistas e reveses que nos ajudam a crescer e a melhorar sempre mais. Para uns é um caminho mais desgastante do que para outros, mas mesmo que o ano fiscal seja ligeiramente diferente, Janeiro tem sempre um “cheiro” a recomeço e (...Ler Mais...)

05/01/2016Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 1 seg.

O Novo Ano é tempo de renovação pessoal e profissional, de acreditar, de investir o máximo e de tirar todo o partido das “baterias carregadas” durante a época festiva, por forma a viver o seu propósito e o da sua empresa…

Mas se o Ano é Novo, não podemos ter a veleidade de acreditar que chegamos mais longe com o mesmo Propósito e com os mesmos hábitos!

Bem vistas as coisas, quantas “passas” reservámos para a vertente profissional…? O que sonhámos e ambicionámos para a Empresa e para o nosso futuro?

A verdade é que não basta só desejar, é preciso “desacomodar”, colocar as ideias em prática e agir, e muito!

Mas este é um caminho que não pode ser (...Ler Mais...)

07/12/2015Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 31 seg.

Confesse, por vezes quando olha para os seus colaboradores, sente-os como filhos?

Muitos responsáveis de empresa dizem-nos que têm os de casa e os do trabalho, mas isso demonstra muitas vezes algum afecto e vontade de lutar por eles, de os liderar da melhor forma.

Quem tem filhos, e mesmo quem não os tem, mas acompanha ao longe algumas dinâmicas familiares, vê que as crianças podem ter os seus momentos. A ternura alterna muitas vezes com birras, com o jeito que têm de tentar conquistar o seu espaço e a atenção dos adultos, a forma como tentam impor as suas vontades 700-501 dumps e o jeito que têm a negociar favores.

E quando assistimos a certas atitudes de certas equipas (...Ler Mais...)

30/11/2015Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 2 seg.

A avaliação da equipa de modo isento, com resultados práticos, e de carácter construtivo é um dos maiores desafios dos Directores Gerais, Empresários e Responsáveis por equipas.

Estas avaliações podem ser feitas como auto-avaliação, quando se tratam de avaliações de desempenho anual, por parte da equipa, no caso de avaliações 360. São o ponto de partida para a tomada de várias decisões que podem, se mal feitas, comprometer a vida da empresa. Nestas decisões contam as promoções, as passagens a outros cargos ou responsabilidades, entre outras.

Mas o que fazem as empresas com as avaliações dos seus colaboradores?

Será que os indicadores utilizados são os mais correctos?

Como coaches envolvemo-nos muitas vezes com a avaliação dos colaboradores nas empresas. Não (...Ler Mais...)

24/11/2015Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 6 seg.

Quando falamos de estratégia de vendas, muitas vezes deparamo-nos com empresas onde esta questão é levantada.

Foram criadas estratégias de vendas ou marketing fantásticas para implementar nas empresas. Muitas vezes essas estratégias resultam de um trabalho intensivo de pesquisa, revisão de condições, adequação a um mercado em mudança, procedimentos de venda realinhados, entre outros. E depois nada acontece…

Mas até que ponto as empresas conseguem garantir o sucesso das estratégias a implementar?

Porque não conseguem as empresas prever o sucesso da implementação de acções novas?

E porque conseguem umas empresas ter sucesso nas alturas de viragem e outras não?

Como coaches trabalhamos com as empresas e equipas para garantir que as estratégias pensadas têm sucesso na implementação.

Vamos apenas abordar (...Ler Mais...)

Anterior

Palestra Online

Paixão na Liderança de Equipas Comerciais
Palestra Online Gratuita

Calendário

Mais Eventos

Siga-nos