Estratégia e Gestão

04/06/2015Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 22 seg.

Muitos dos empresários com os quais lidamos diariamente nos processos de Consultoria ou Coaching Comercial, estão neste momento a atravessar uma fase complicada devido à instabilidade e tendo muitas das vezes o seu negócio estrangulado.

Se tivéssemos de escolher um dos factores que teve maior responsabilidade por os colocar nesta situação, provavelmente escolheria este.

O facto de terem os seus negócios presos ao passado.

Mas o que é que significa isto?

Na Ideias e Desafios, quer nos nossos programas de formação, quer nos processos de Coaching de Negócio, dizemos muitas vezes aos nossos clientes que aquilo que os trouxe até aqui, provavelmente não os irá levar aonde necessitam de ir.

Esta frase serve não só para os abanar, mas também (...Ler Mais...)

04/06/2015Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 25 seg.

Desde o início da “crise”, que já nem sei quando começou, que as pessoas na empresa andam tristes, zangadas, com caras de desilusão, desmotivação e de braços caídos. Mas o que encontramos mais é de facto outra coisa, ainda mais grave que as mencionadas antes, que é o sentimento do “baixar os braços”.

O desalento toca o desespero e faz-me pensar sobre a nossa postura perante os problemas. É óbvio que a economia anda tremida, a inflação uma desgraça, tudo sobe, a começar pelo pão e a acabar nos transportes, as pessoas sentem-se inseguras em relação ao futuro.

Nas empresas com quem trabalhamos muitas vezes o cenário com que nos deparamos é muito semelhante. Um baixar de braços porque o (...Ler Mais...)

04/06/2015Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 15 seg.

Muitos dos empresários dizem que querem soluções, no entanto não há dia em que não se ouça algo do género – “O mercado já não é o que era!”.

É necessário investirmos mais para estarmos bem preparados, fazermos coisas diferentes e criativas, seguirmos as regras base, respeitarmos os valores definidos e nunca defraudarmos nem as expectativas dos clientes nem as das nossas equipas…

Estar no mercado hoje é um jogo que é preciso jogar bem!

O campo e as regras

O campo em que nos movemos é cada vez maior, por isso é preciso abrir mais as portas da empresa. E as regras são menos estanques, o que faz com que seja preciso conhecê-las e reinventá-las a cada momento.
Para (...Ler Mais...)

01/06/2015Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 31 seg.

Ou da equipa de árbitros… ou dos jogadores? Tema muito na actualidade e que é sempre controverso.

Para quem como eu não tem o “gene” do futebol, provavelmente este assunto não será muito apelativo, mas os jogos de um campeonato são sempre um pouco mais emocionantes que os outros.

Mas já pensou quanto um jogo de futebol se assemelha ao dia-a-dia de uma empresa?

Num campeonato vibrante são muitas as conjecturas sobre como as equipas favoritas irão jogar, se os melhores jogadores estarão à altura do desafio face a toda a emoção e nervosismo, como irá ser a arbitragem, quantas surpresas poderão aparecer, entre outras coisas. Fazendo uma analogia com as empresas sobressaem também alguns tópicos para discussão:

Equipa surpresa (...Ler Mais...)

27/05/2015Jose Almeida

Tempo de leitura: 1 min. e 54 seg.

Quando falamos de Feira do livro, podemos não fazer logo a ligação a estratégias de vendas, , mas continue a ler que já vai ver a ligação.

Se for como eu, provavelmente ainda se lembra do tempo em que esperávamos um ano para que chegasse Maio e pudéssemos ir à feira do livro.
Para mim, que adorava ler, era uma experiência e peras.

Com o pouco dinheiro que me davam, vinha sempre cheio de livros e era uma festa chegar a casa e ler aquilo tudo.

A minha mãe chegava ao ponto de me “racionar” os livros, pois se me deixassem era tudo de seguida.

E hoje?

O que acha que sinto quando me desloco à feira?

Por um lado, (...Ler Mais...)

18/05/2015Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 42 seg.

E por isso mais vale não se mexer muito, não fazer grande alarido nem sair do lugar, pois está muito calor e os clientes de certeza que estão a descansar. A pergunta que se impõe é: mas estarão TODOS derretidos?

Muitas empresas começam a desacelerar nesta altura do ano. Para além do calor que se faz sentir, instala-se uma espécie de torpor generalizado. As pessoas pensam nas férias, no retemperar energias, em parar um pouco e pensar como será o próximo semestre.

Sem dúvida que parar faz sentido. Muitas vezes é a única maneira e a altura por excelência em que se avaliam os 6 meses decorridos e são pensados os 6 meses seguintes.

Acontece, no entanto, que nem todos (...Ler Mais...)

18/05/2015Anabela Conde

Tempo de leitura: 1 min. e 17 seg.

Realizar reuniões, se sim, é porque o processo está instituído e é considerado como positivo para todos.

Se não, então ou não tem reuniões, ou são sempre iguais, sem ideias, sem participação, sem conclusões de qualquer espécie.

Mas valerá a pena reunir com a equipa?

Provavelmente é o tipo de acção que, como coaches, mais frequentemente implementamos. Infelizmente, são ainda muitas as empresas que não entendem a ferramenta poderosa que pode ser uma reunião de equipa. Verificamos também que muitas empresas que já o fazem parecem não obter os resultados esperados e/ou mantêm as reuniões por instituição ou abandonam o hábito.

As reuniões de equipa, quando bem esquematizadas, podem ser muito poderosas. Mas então qual o segredo?

Para quem já (...Ler Mais...)

11/05/2015Maria Vieira

Tempo de leitura: 1 min. e 50 seg.

Quando falamos de prospecção de clientes, é raro ouvirmos falar do dar. No entanto consiste numa técnica poderosa, de extrema eficácia!

É algo que não passa de moda, uma maneira simples de “experimentar” novas sensações, novos produtos, e de modo totalmente gratuito. Podemos considerar um pequeno investimento face ao potencial de muitas pessoas poderem experimentar o nosso produto.

Mas será que só funciona com comida?

Quando foi a última vez que deixou os seus clientes provarem algo?

Ainda hoje vemos que muitas empresas têm alguma relutância em DAR. Em deixar experimentar os seus produtos de modo gratuito, ou porque não o sabem fazer, ou porque acham que os produtos ou serviços que comercializam não são passíveis de ser experimentados a (...Ler Mais...)

29/04/2015Anabela Conde

Tempo de leitura: 2 min. e 5 seg.

Vamos falar de gestão de tempo. 

Desta vez, desafiamo-lo(a) a pensar na sua AGENDA! Ou geri-la não é uma ginástica constante?

Vamos usar um paralelismo…

No exercício físico existe uma componente de actividade física activa e uma componente de actividade física passiva.

A actividade física passiva é aquela que nos permite o exercício de acordo com o dia-a-dia: levar os miúdos à escola, andar mais um bocadinho porque estacionámos longe, correr para o comboio, subir a escada porque o escritório até é no 1º andar, passear na praia ao fim de semana, entre outros – é algo informal e não planeado, por isso é reactivo.

E a actividade física activa? Ir ao ginásio, correr ou andar de bicicleta periodicamente, o (...Ler Mais...)

Anterior

Palestra Online

Paixão no Serviço ao Cliente
Palestra Online Gratuita

Calendário

Mais Eventos

Siga-nos


Online